Search and Compare course prices, ratings, and reviews. Over +350 Design and Technology courses in one place!

Em busca de boas práticas de UX Writing: Entrevista com Bruno Rodrigues

Bruno Rodrigues - Em busca de boas práticas de UX Writing
Em busca de boas práticas de UX Writing, quais perguntas Bruno Rodrigues faria para Bruno Rodrigues?

Nesses meus 10 longos anos fazendo e promovendo Educação de Tecnologia e Design, através de cursos, eventos, produtos, serviços, conteúdos, empregos e projetos, eu posso dizer que certos momentos, posts e pessoas me lembram do meu privilégio de encontrar e conviver, com o talento, o trabalho e ideias que fazem sentido para a minha vida!

Bruno, muito obrigado pela entrevista e atenção de sempre.

E aproveitando, com quem eu devo conversar a seguir? Qual entrevista você gostaria de ler? Qual tema, área ou ideia te desperta dúvida ou curiosidade? Me manda sugestão no meu Linkedin, no Twitter (@coletividad) ou no Instagram (@coletividad).

A entrevista foi feita de forma assíncrona, o que é péssimo para aprofundar questões específicas, fazer perguntas melhores e entender perspectivas. Culpa minha!

Hoje, com podcasts e canais de youtube, o texto como “meio de conversa” parece muito tímido em comparação. Essa é a segunda conversa que produzo e vou pensar novas formas de corrigir essas questões e melhorar a proposta!

Vamos para a entrevista!

Quem é Bruno Rodrigues?

Bruno Rodrigues (@brunorodrigues no Twitter) é consultor e professor, especialista em Informação para a Mídia Digital, autor dos livros ‘UX Writing: Principios y Estrategias‘ (Espanha, 2020), ‘Em busca de boas práticas de UX Writing‘ (Brasil, 2019) e ‘Webwriting: Pensando o texto para a mídia digital’ (Brasil, 2000) – as primeiras obras em língua portuguesa e espanhola sobre Webwriting e UX Writing – e de ‘Webwriting: Redação & informação para a web’ (Brasil, 2006) e ‘Webwriting: Redação para a mídia digital’ (Brasil, 2014). Produziu para o Governo Federal o padrão brasileiro de redação online, ‘Padrões Brasil e-Gov: Cartilha de Redação Web’, documento que completou uma década em 2020. Em mais de vinte anos já prestou consultoria e ministrou treinamentos em Webwriting, UX Writing e Arquitetura da Informação para mais de 80 empresas do Brasil e do exterior.

Conheça mais do Bruno Rodrigues
1. UX Writing: Um mergulho no universo semântico do usuário - Bruno Rodrigues
2. 5 TESTES APLICÁVEIS AO UX WRITING (com Andrei Gurgel)
3. UX Writing // Design 2020 (Com Daniel Furtado)

UX Writing está cada vez mais popular nas empresas e mídias. O que você tem percebido nesse movimento e como avalia o mercado atual (Emprego, Produtos, Educação, etc)?

É natural que aconteça, é parte da evolução do mercado de Comunicação Social, que há três décadas tem criado diversos pontos de interseção com Tecnologia da Informação. A escrita técnica para a mídia digital é um destes pontos que tem evoluído em conjunto, desde então. O UX Writing é degrau atual, pensar na elaboração de elementos textuais para aplicativos, chatbots e assistentes de voz. O mercado está em plena expansão, tanto no Brasil como no exterior.

Com essa popularização e demanda da área, muita gente relata que as vagas e atribuições estão turvas e se confundindo. O que exata e exclusivamente faz um UX Writing? O que o diferencia de um Copywriter, Jornalista, Redator SEO?

O copywriter é o redator publicitário, o webwriter aquele que cuida de textos e o UX writer o responsável por pensar pequenos pedaços de informação: quais palavras serão inseridas em botões de aplicativos, as frases de notificações e mensagens de erro, itens que comporão os menus de portais etc. O SEO perpassa todas estas atividades.

Quais você considera os principais métodos e/ou ferramentas de UX Writing?

Utilidade e Orientação são o princípios de UX Writing, ou seja, eles indicam como o uso de pequenos elementos, como palavras e frases, podem úteis e orientadoras para as pessoas usuárias.

Quais foram os livros que te fizeram um UX Writer melhor?

Redação estratégica para UX‘, de Torrey Podmajersky.

Torrey Podmajersky (@torreybird no Twitter) ajuda as equipes a resolver problemas de negócios e clientes usando conteúdo UX. Ela escreveu experiências profissionais e de consumo inclusivas e acessíveis para Google Ads e Cloud, OfferUp, Xbox, conta da Microsoft, aplicativos do Windows, privacidade e educação da Microsoft. Seu livro Strategic Writing for UX foi publicado pela O'Reilly Media em junho de 2019.
O estilo de fala de alta intensidade de Torrey foi refinado no cadinho do ensino de química, mas mesmo suas palestras mais envolventes não exigem mais proteção para os olhos. Ela co-criou o currículo UX Writing Fundamentals para a Escola de Conceitos Visuais de Seattle, ensinando lá desde 2016. Ela fala internacionalmente sobre UX Writing.
Torrey tem bacharelado em Física pela Universidade de Washington, mestrado em Currículo e Instrução pela Universidade de Seattle, e fez literatura de ficção freelance, trabalho de assistência médica domiciliar, pais adotivos, foguetes de alta potência, comunicações de marketing, projetou o Pilda Pill Sorter , e ensinou ciências no ensino médio por nove anos. A vasta experiência de Torrey a ajuda a ter empatia com uma ampla gama de pessoas, o que ela traz para seus produtos e suas equipes. Retirado do site.

Playlist Torrey Podmajersky (em inglês) no Youtube.

Olhando para a sua longa carreira, quais os erros críticos (em geral e como UX Writer especificamente) você cometeu, como hoje evitaria, e vê continuamente ocorrendo nas trajetórias de leitores, alunos e Comunidade em geral?

Achar que é possível ser generalista. Isso me atrapalhou muito no início da carreira. É um grande mito. Dedique-se apenas à parte de um mercado de trabalho – já é o bastante.

Qual é o Futuro do UX Writing?

Trabalhar a palavra independentemente do contexto. Um grande desafio, mas o futuro.


Obrigado pela leitura e mais uma vez, muito obrigado Bruno pela atenção de sempre.

Qual pergunta faltou nessa entrevista? Com quem eu devo conversar a seguir? Qual entrevista você gostaria de ler? Qual tema, área ou ideia te desperta dúvida ou curiosidade? Me manda sugestão no Linkedin, no Twitter (@coletividad) ou no Instagram (@coletividad).

We will be happy to hear your thoughts

Leave a reply

Coletividad
Logo
Compare items
  • Total (0)
Compare
0
Shopping cart